Redes Sociais

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

No Brasil, pastores acumulam riqueza aqui na terra mesmo

   
Uma recente publicação da revista americana Forbes revelou que no Brasil acreditar em Deus dá trabalho e custa bem caro. Por aqui tem muita gente esquecendo-se de acumular riqueza no céu para aumentar o patrimônio na terra e fazer o seu paraíso por aqui mesmo, com empreendimentos divinos e lucros celestiais. Quando o assunto é dinheiro e o que fazer com os 10% que os fiéis tiram dos seus rendimentos para destinar a igreja, em muitos casos parece que outras forças ocultas é quem controla a caixa registradora das igrejas.

Dos líderes religiosos que mais se dão bem com a fé alheia, é o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus quem mais acumulou riquezas na terra. Segundo a revista Formes, a fortuna de Edir Macedo hoje é calculada em US$ 950 milhões de dólares, mais de R$ 1 bilhão de reais.

Na segunda colocação, quem aparece é um ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus que criou asas e fundou a sua própria igreja. Valdemiro Santiago já acumula cerca de US$ 220 milhões de dólares com a Igreja Mundial do Poder de Deus.

Silas Malafaia, líder do braço brasileiro da Assembleia de Deus, maior igreja pentecostal do Brasil, já acumula uma fortuna de US$ 150 milhões de dólares, enquanto que o pastor RR Soares, compositor, cantor, apresentador e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, tem uma fortuna estimada em US$ 125 milhões de dólares. E na quinta colocação está o casal Estevam Hernandes Filho a  Bispa Sonia, fundadores da Igreja Renascer em Cristo. A fortuna estimada do casal é de US$ 65 milhões.

E disse-lhes Jesus: “Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração. Mas vós a tendes convertido em covil de ladrões”. (Mateus – Cap. 21 – Versículos 12 e 13)

revistas forbes

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe abaixo o seu comentário sobre esse artigo.

Seguidores

 

Arquivo