Redes Sociais

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

sábado, 22 de dezembro de 2012

Madalena Britto é diplomada prefeita de Arcoverde


 

Autoridades presentes, Democrático lotado e muita vibração. Foi assim a cerimônia de diplomação da prefeita eleita de Arcoverde Madalena Britto (PBT), do vice-prefeito eleito Wellington Araújo (PTB) e dos vereadores eleitos Paulinho Wanderley (PMDB), Célia Cardoso (PR), Luciano Pacheco (PSD), Everaldo Lira (PP), Luiza Margarida (PP), Warley Amaral (PTB), Sargento Siqueira (PTB), Eduíno Macambira (PSB), Cleriane Medeiros (PRTB) e Joel Filho (PSD). O evento foi conduzido pelo Juiz da 57ª Zona, Dr. Cláudio Márcio Pereira. Em seu discurso, o magistrado destacou a tranquilidade que foi o processo eleitoral na Capital do Sertão, ressaltando a importância da democracia na sociedade brasileira.

Seguindo o protocolo, um a um os suplentes e vereadores eleitos foram chamados para receberem os seus respectivos diplomas. Como já se previa, no momento em que o juiz Dr. Cláudio Márcio chamou a prefeita eleita para receber o seu diploma, a vibração dos mais de 500 populares que lotaram o Democrático Esporte Clube foi contagiante.

Vereador mais votado em 7 de outubro, o novato Paulo Cézar Wanderley usou o microfone para (PMDB) para falar por todos os colegas. Em seu discurso, o vereador agora diplomado agradeceu a conquista do mandato aos seus familiares, amigos e a sua “militância aguerrida”, ressaltando a importância do legislativo para o sucesso do executivo.

Já em clima de despedida, o prefeito Zeca Cavalcanti (PTB) fez um breve balanço dos seus oito anos de governo, destacando a evolução do município nos últimos anos. O prefeito disse que chegou à hora de passar para futura prefeita, a responsabilidade de levar a diante o progresso na Terra do Samba de Coco.

Muito aplaudida, o prefeita agora diplomada, fez um flash back da sua vida, desde os primórdios, passando por suas atuações na secretaria de Assistência social, como vice-prefeita e agora prefeita eleita. Em um discurso de pouco mais de 20 minutos, Madalena usou um tom conciliador. A futura prefeita alertou que, com a diplomação dos eleitos, se encerra o processo eleitora e todos os palanques devem ser desarmados. Ela deixou claro que a partir de primeiro de janeiro, quando tomará posse, governará para todos os arcoverdenses porque Arcoverde não pode parar. “Diploma em mãos, coração agradecido e vamos em frente que Arcoverde não pode parar”, finalizou Madalena.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe abaixo o seu comentário sobre esse artigo.

Seguidores

 

Arquivo