Redes Sociais

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

sábado, 1 de setembro de 2012

Romaria de Frei Damião de São Joaquim do Monte tem início neste sábado


 / Foto: Bira Nunes/JC Imagem

Foto: Bira Nunes/JC Imagem

- Este sábado (1°) é o grande dia da Romaria de Frei Damião de São Joaquim do Monte, evento que chega a sua 19ª edição e reúne milhares de devotos vindos de várias cidades e estados. O ponto alto das comemorações, que começaram na última quinta-feira (30), será uma procissão que vai percorrer as principais ruas da cidade, culminando com uma celebração religiosa com as presenças do padre Antonio Maria e Pedro Antonio Filho, organizador da romaria, considerado o maior evento religioso do estado.
Neste domingo, as atividades começam às 4h, com uma salva de tiros de bacamarte. Às 6h tem o ofício na Igreja Matriz e às 8h a segunda missa do dia, seguida da missa dominical, às 9h, na Praça de Eventos, celebrada pelo bispo dom Bernardino Marchió, da Diocese de Caruaru. A tradicional procissão com a imagem de Nossa Senhora das Dores, padroeira dos romeiros, terá início às 16h30.

Logo depois, na Praça de Eventos, haverá a benção do adeus com os padres Antônio Maria, Walter, Pedro Antonio, monsenhor Miguel, frei Nunes e Savinho do Acordeom. Às 18h, o céu vai brilhar com um show pirotécnico e às 19h30 haverá show com a Orquestra Super Oara, de Arcoverde.
Durante todo o dia, o principal destino dos romeiros é o Santuário de Frei Damião, localizado no Alto do Cruzeiro, ponto mais alto do município, a 500 metros acima do nível do mar. No local, existe uma estátua de dez metros de altura do frei capuchinho, feita pelo artista plástico Caxiado, e uma capela onde estão marcadas as pegadas do religioso. Os fiéis acendem velas, rezam, fazem pedidos e pagam promessas. Muitos deles sobem ao santuário de joelhos.

Os devotos também podem visitar um museu onde estão peças de roupas, sandálias e objetos pessoais usados pelo frei. O acervo fica na secretaria da Paróquia de São Joaquim do Monte. “Os documentos para a beatificação de Frei Damião foram entregues ao Vaticano em maio deste ano. Agora, estamos aguardando a abertura do processo. Mas o povo já vê o religioso como um santo”, diz o padre Pedro Antonio Filho.
Frei Damião de Bozzano nasceu na Itália no dia cinco de novembro de 1898 e foi radicado no Brasil. Aos 12 anos foi estudar em um colégio de padres. Aos 19, foi convocado para a 1ª Guerra Mundial. Aos 27, diplomou-se em teologia pela Universidade Gregoriana de Roma e depois lecionou nos conventos de Vila Basílica e de Massa.

Ordenado sacerdote em 25 de agosto de 1923, foi a partir da década de 1930 que o frei iniciou seus trabalhos no Brasil. Ele conseguia arrastar multidões de romeiros, que buscavam esclarecimentos em suas pregações, durante as chamadas Santas Missões.
Frei Damião recebeu o título de cidadão pernambucano em 1977 e cidadão de Recife em 1995, pelo reconhecimento de sua influência na cultura religiosa do estado. O religioso morreu no dia 31 de março de 1997, aos 98 anos. Seus restos mortais estão no Convento dos Capuchinhos, no Bairro do Pina, em Recife.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe abaixo o seu comentário sobre esse artigo.

Seguidores

 

Arquivo