Redes Sociais

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Pedra entre as cidades selecionadas para projeto ‘Cidades Digitais’

A Paraíba foi o segundo Estado com o maior número de municípios selecionados para a segunda fase do projeto Cidades Digitais, do Ministério das Comunicações. No total, foram 192 municípios são pré-selecionados. A região Nordeste, com 105 cidades habilitadas, foi a que mais enviou projetos. De Pernambuco foram escolhidos projetos de 44 municípios. Da Paraíba, 33 projetos.

O programa do governo prevê informatização de todos os equipamentos públicos, oferta de internet sem fio para população e fornecimento de e quatro aplicativos para as áreas de saúde, educação, finanças e tributária.
 
De acordo com o Ministério das Comunicações, já foi iniciado o processo de escolhas dos locais que deverão se tornar as Cidades Digitais. Das 263 cidades que enviaram propostas, 192 foram habilitadas e participarão da segunda etapa do processo. Entre os municípios pré-selecionados para a segunda fase estão Arcoverde, Águas Belas, Alagoinha, Belo Jardim, Iati, Inajá, Itaiba, Lajedo, Manari, PEDRA, Pesqueira, Sanharó, São Bento do Una e Venturosa.

Já na Paraíba, entre os municípios escolhidos estão Água Branca, Belém do Brejo da Cruz, Cabaceiras, Congo, Esperança, Lagoa Seca, Monteiro, Sumé e Teixeira.
As demais regiões tiveram 87 municípios pré-selecionados, sendo 34 do Sul, 29 do Sudeste, 18 do Norte e 6 do Centro-Oeste. Nesta nova fase de seleção, toda a documentação apresentada pelos gestores municipais será avaliada por uma comissão técnica, que deverá escolher os 80 municípios que serão contemplados.

De acordo com o edital, são critérios de preferência cidades com até 50 mil habitantes, cidades das regiões Norte e Nordeste, municípios com menor Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal – que acompanha o desenvolvimento de todos os 5.564 municípios brasileiros em três áreas: Emprego & Renda, Educação e Saúde – e municípios com menor densidade domiciliar de acesso à banda larga. Outro critério de classificação será a indicação de equipe de servidores públicos permanente para o treinamento e gerenciamento do projeto.

fonte: darciorabelo 

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe abaixo o seu comentário sobre esse artigo.

Seguidores

 

Arquivo