Redes Sociais

twitterfacebookgoogle pluslinkedinrss feedemail

quarta-feira, 21 de março de 2012

Ministério Público realiza eventos contra a violência doméstica em Arcoverde.

 
Começa nesta quarta-feira (21), uma série de palestras e atividades culturais sob a batuta do Núcleo de Apoio à Mulher (NAM) do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), que terá o apoio da Promotoria de Arcoverde .
O projeto alcançará os bairros do Geraldo, Jk e São Cristóvão. O objetivo é esclarecer a população a respeito da Lei de n.º 11.340/06, mais conhecida como Lei Maria da Penha. O conteúdo será transmitido através de palestras e apresentações teatrais todos envolvendo a temática da violência familiar contra a mulher, um mal que assola milhares de família no Brasil e que marca a todos pro resto da vida.
PROGRAMAÇÃO
Apresentação multicultural
Local: Praça da Igreja do São Geraldo
Dia 21de maço – 19h
Atrações
Maracatu da Fundação Terra,
Orquestra Bate Lata da Fundação Terra,
Grupo de Hip Hop do bairro da Boa Vista,
Reisado de Caraíbas,
Grupo musical Nacauã,
Grupo de caboclinhos,
Grupo de dança da 03ª idade do São Geraldo,
Monólogo: “A lua que menstrua”  de Elisa Lucinda,
Apresentação musical da Escola Antônio Japiassú e
Apresentação da peça “Veja Você Margarida”
Apresentação multicultural
Local: Quadra da Escola Monsenhor José Keller
Dia 22 de março
Atrações
Maracatu da Fundação Terra,
Orquestra Bate Lata da Fundação Terra,
Grupo de Hip Hop do bairro da Boa Vista,
Reisado de Caraíbas,
Grupo musical Nacauã,
Grupo de caboclinhos,
Grupo de dança da 03ª idade do São Geraldo,
Monólogo: “A lua que menstrua”  de Elisa Lucinda,
Apresentação musical da Escola Antônio Japiassú e
Apresentação da peça “Veja Você Margarida”
Apresentação multicultural
Local: Praça redonda do São Cristóvão
Dia 23 de março - 19h
Atrações
Maracatu da Fundação Terra,
Orquestra Bate Lata da Fundação Terra,
Grupo de Hip Hop do bairro da Boa Vista,
Reisado de Caraíbas,
Grupo musical Nacauã,
Grupo de caboclinhos,
Grupo de dança da 03ª idade do São Geraldo,
Monólogo: “A lua que menstrua”  de Elisa Lucinda,
Apresentação musical da Escola Antônio Japiassú e
Apresentação da peça “Veja Você Margarida”
Vale salientar que em Arcoverde, os índices de violência contra a mulher são altos e não existe uma delegacia especializada no assunto e tão pouco uma casa para onde as vítimas possam ser enviadas em caso de maus tratos.
 
fonte: amanda oliveira

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe abaixo o seu comentário sobre esse artigo.

Seguidores

 

Arquivo